Inúmeros autores tchecos agora acessíveis em português

A revista literária Texty, editada na República Tcheca, publica online inúmeras obras de autores tchecos. A lista é extensa, e as traduções instantâneas são de boa qualidade.

Por: Colaborador Convidado

Publicado: Junho 04, 2020

Publicada na República Tcheca desde 1996, a revista literária trimestral Texty é, na sua versão online,   formidável fonte para brasileiros que pretendem se aproximar de bons autores tchecos.  Extensa relação de autores e textos, datados desde 2009 e publicados pela Texty, pode ser acessada para escolha de leitura grátis, em tradução instantânea de boa qualidade.

Um dos vários links informados no endereço acima remete para Textos 66 (primavera-verão 2015). Acessando, você poderá apreciar textos de autores não traduzidos no Brasil, tais como Martin Lukáš, Zakariya Tamir, Jan Stanislav, Jan Horníček, Martin Klement, e outros. Tais escritores não têm a fama de Milan Kundera, Franz Kafka ou Karel Čapek, por exemplo, mas seus textos, selecionados cuidadosamente, constituem apreciável literatura. A seguir, alguns trechos de obras desses autores.

Martin  Lukáš, “Nosso” – Temática: reflexões.

(...) A sociedade corre como um trio assustado pelas estepes, de província em província, da lombada de um livro ao colo de uma mulher e vice-versa. Você pode ouvir o puxar de bolhas subindo pelas paredes dos nossos óculos. (...)

Zakariya  Tamir, “Tigre do Décimo Dia” – Temática: domínio e consequências.

(...) "Mas você não é mais um tigre. Você costumava estar na selva, mas acabou em uma gaiola. Agora você é apenas um escravo que obedece às ordens e faz o que eu desejo”. (...)

 

Jan  Stanislav, “Conjunto Habitacional“ – Temática: convivência e competição.

 

(...)“Risos, palavrões e vida podiam ser ouvidos na clareira escondida atrás da passagem subterrânea . Já faz algum tempo que o barro sufocado boceja, a morte se espalhando pelo ar. (...)

À propósito, literatura em pinceladas

A imagem ilustrativa do texto de Jan Stanislav é óleo sobre madeira intitulado “Pomo da Discórdia”, ou “Julgamento de Páris”, datado de 1632-1635, autoria de Peter Paul Rubens. O pintor referência do estilo barroco cultivava temas mitológicos, como o fez em “Pomo da Discórdia”. Nessa obra, Rubens retratou a disputa entre três deusas mitológicas – Juno, Minerva e Vênus, que recorreram a Páris, príncipe de Troia, para que ele apontasse qual delas era a mais bela. Em exposição na The National Gallery, Londres, Inglaterra.

Jan  Horníček, “Vovô” – Temática: confissões de um franco atirador.

(...) “É um trabalho quase como qualquer outro. E o mais importante, é o trabalho necessário. De tempos em tempos, acontece que o mundo é pequeno demais para duas pessoas, e uma precisa desaparecer”. (...)

Martin  Klement, “Interior” – Temática: alguém à procura de si.

(...) “Demorou mais de uma hora para rastejar entre as primeiras linhas, e então, pálido e fraco, seus olhos tremendo em descrença, ele percebeu que a cidade estava falando dele. (...)

Vsetín, berço da texty 

O editor da revista literária Texty, Pavel Kotrla, executa seu trabalho cercado pelas belas paisagens de Vsetín, cidade que tem por volta de 26 mil habitantes e faz parte do Distrito de Zlín (250 km de Praga; consulte opções de acesso). Zlín tem arquitetura funcionalista única, marca deixada pelo famoso empreendedor Tomáš Baťa, que com seus calçados fez fortuna e colocou a cidade no mapa do planeta. Ao chegar à Zlín, você poderá baixar no seu celular o guia das atrações. É grátis.

Vsetín está a 25 km de Zlín (opções de acesso). A cidade, antigo reduto e posse de Cavaleiros Templários, é datada da Idade Média. Localizada ao sopé das Montanhas Beskydy e Javornóky, cercada por bela natureza, Vsetín tem ofertas para lazer, esportes, caminhadas, ciclismo. Estadia apoiada por várias opções de hospedagem, aí incluídos charmosos chalés.

Canais relacionados

Café literário
Histórias Tchecas III – Nasce uma Cerveja

Já houve um tempo em que cervejas não eram loiras. Mas tudo mundo em 1846...

Café literário
Literatura tcheca, em português, para viajar sem sair de casa

Sugerimos cinco autores entre os mais festejados da República Tcheca, para você viajar nas asas da imaginação. Romance, ficção, costumes, sempre com pitadas alusivas a personagens e lugares em Tchéquia que, por certo, instigam a aguardar a oportunidade de ver para crer porque Tchéquia exerce enorme atração para turistas do mundo inteiro.

Experiencia de viagem Café literário
Guerra dos sexos em Mikulov

Para participação no Concurso Literário “Pense Algo Bonito, Sonhe com Tchéquia”, Leonardo Siviotti de Alcantara submeteu um divertido conto ambientado em Mikulov, na Morávia do Sul, no qual um casal trava uma pequena guerra pessoal durante a encenação da Batalha de Austerlitz. Veja e aprecie esse ótimo texto.

Café literário