Premiados, os vinhos tchecos ganham fama

Trazer para casa medalhas conquistadas em concursos internacionais já é hábito para os produtores de vinhos tchecos. Entre os prêmios recentes estão 16 medalhas de ouro e uma de platina, enquanto ultrapassa a 350 o número de medalhas de bronze. Na Morávia do Sul estão 95% dos grandes vinhedos tchecos, enquanto na Boêmia prevalecem as pequenas castas familiares.

Por: Colaborador Convidado

Publicado: Novembro 26, 2019

Os produtores de vinhos tchecos têm participado de importantes competições internacionais, e voltam para casa com a bagagem repleta de premiações. Em 2018, tal participação rendeu 354 vinhos premiados com medalhas de bronze, outros 16 com medalhas de ouro, e um com medalha de platina. Esta última é uma honraria ainda mais extraordinária, ao considerar que o concurso teve a participação dos maiores produtores mundiais.

Platina é a categoria top entre as premiações concedidas anualmente pelo Decanter World Wine Awards. Criada pela revista inglesa Decanter, de Londres, esta premiação existe desde 2004, e é considerada a maior competição mundial do gênero. O vinho tcheco ganhador da medalha de platina é um Riesling del Rhin 2016, colheita tardia, produzido por Vinařství (Vinícola) Gotberg na vila de Popice, próximo a Hustopeče, na Morávia do Sul.

Criada em 2003, a Vinařství Gotberg já está habituada a ter a sua produção premiada. A relação de prêmios internacionais dos vinhos Gotberg lista também o AWV Viena; o Terravino Israel; Concours Mondial de Bruxelles; e o Vinalles Internationalles, promovido pelos enólogos franceses. Outra premiação tem a ver com arquitetura. A adega Casa do Vinho, desta vinícola, já foi considerada (2009) o “Melhor Edifício Industrial da Morávia do Sul”.

A Casa do Vinho, exemplo de arquitetura moderna, foi construída pela Gotberg também para receber visitantes e oferecer degustação. A partir do terraço, você terá ampla vista da região de Pálava e dos lagos Mušov. No conjunto há sete pequenos apartamentos, que podem ser utilizados para um cochilo, após a degustação. Como o Gotberg, vários outros atrativos e grandes vinhedos ocupam as terras da Morávia do Sul. Outros tantos, estes com dimensões, estão na Boêmia.

A região vinícola da Morávia é densamente coberta por extensos vinhedos. Reúne perto de 95% das videiras de Tchéquia -  principalmente, castas que originam vinhos brancos. As plantações mais acessíveis se estendem ao sul e a leste de Brno, ao longo das fronteiras tchecas com a Áustria e a Eslováquia. Quanto aos vinhedos da Boêmia, podem ser visitados ao norte de Praga, nas regiões de Litoměřice e de Mělník .

Algumas celebrações ao vinho

Morávia do Sul

Mikulov Vintage – Degustações, torneios e performances de malabaristas, apresentação de conjuntos folclóricos e de bandas.

Boêmia

Mělník Vintage – Tradição tcheca centenária, acontece anualmente em setembro, e tem por palcos o centro histórico e o Castelo de Mělník.

Consulte as datas destas e outras comemorações no Calendário de Eventos

Canais relacionados

Experiencia de viagem
Český Krumlov é a mais bela cidade da República Tcheca?

Para José Luis Sarralde, não cabe dúvida:  Český Krumlov é a cidade mais bonita da República Tcheca.

Experiencia de viagem
Tchéquia por trem

Viajar por trem através da Europa é uma experiência bem confortável, e um jeito prático de conhecer mais, a um preço razoável... e Tchéquia não é exceção.

Experiencia de viagem
Třeboň: diabruras encantadoras

Cada aspecto da bela e bucólica cidade de Třeboň, na Boêmia do Sul, está relacionado ao sofisticado sistema de lagoas e canais que a cercam e onde, garantem as lendas, até o diabo passou, mas, para o bem.

Experiencia de viagem