Tradições tchecas: do anil à cerveja

Garantir que as tradições não caiam no esquecimento é tarefa de todos e em todas as áreas. Valorizar o passado e as raízes em que se baseiam a cultura, a gastronomia ou a arquitetura não exclui o caminhar para o futuro, oferecendo um olhar renovado e adaptado aos nossos tempos. Falamos sobre o passado e o presente da gastronomia e da impressão em anil neste artigo.

Por: Pepa Garcia

Publicado: Abril 03, 2023

A República Tcheca, com uma história conturbada e uma geografia que lhe permitiu absorver a essência cultural de muitos povos, é um excelente destino para ver como as suas raízes se aprofundam no tempo mas não caem no esquecimento. Estas tradições são, na realidade, os fundamentos necessários sobre os quais se criam novas técnicas adaptadas ao presente. Olhar para o passado é bom, mas é ainda melhor considerá-lo como uma "viagem de ida e volta".

O que você encontrará em sua viagem à República Tcheca? Muita história, tradição e uma mentalidade disruptiva que se percebe na frenética energia criativa que corre pelo país. Aqui falaremos do tingimento com anil e da gastronomia, mas nos próximos artigos falaremos também da cultura termal, do folclore, do vidro...

Artesanato: tingimento com anil

O tingimento com anil ou "modrotisk" é uma técnica de impressão em tecido que foi declarada Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO em 2018. Como evidenciado por algumas matrizes preservadas com mais de 300 anos, esse método é realizado na República Tcheca desde o século dezoito. A técnica de tingimento certamente é curiosa, pois consiste na aplicação de moldes ou matrizes previamente impregnadas com uma mistura química no tecido. Esta impressão evita que padrões marcados e desenhos sejam coloridos ao tingir o tecido. É por isso que oferecem um belo tom de branco e azul. Em trajes tradicionais da Morávia, você pode ver o resultado.

Apesar de no século XIX ter sido a principal forma de tingimento, apenas duas oficinas utilizam hoje este método artesanal: Danzinger em Olešnice e Arimo em Strážnice. É possível visitar estas empresas familiares para ver o processo ao vivo e assistir uma demonstração. Em todo o continente europeu apenas 6 oficinas continuam com este belo tipo de artesanato.

A título de curiosidade, vale saber que os atletas tchecos usaram roupas com o padrão azul nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 (realizados em 2021), desenhados por Zuzana Osako. Para além do desejo de dar visibilidade a esta tradição, fez-se também uma homenagem à Ásia, uma vez que esta técnica chegou à Europa a partir daquele continente.

Designers como Alice Klouzková também se interessaram por essa forma única de estampar. Alice criou coleções de roupas de vestir, para casa, de brinquedos etc. e participou de uma exposição chamada “Blue Innovations”, apresentada em vários centros culturais tchecos. Sem dúvida, uma lembrança feita com impressão azul anil é ideal para recordar a sua viagem à República Tcheca.

Gastronomia e cerveja

A cozinha tradicional e a inovadora coexistem nos cardápios dos restaurantes tchecos: os produtos utilizados mantêm-se os mesmos, mas as técnicas e preparações vão se expandindo. Embora não se fale tanto da gastronomia tcheca como de outros aspectos turísticos, vale a pena conhecer os seus produtos, as suas receitas variadas (as de peixe e de pato vão surpreendê-lo), as variadas sopas com as quais costuma começar qualquer refeição ou as maravilhosas sobremesas. Mas também há alta gastronomia para além das tabernas e bistrôs, uma cozinha onde brilham estrelas Michelin como a do Field e  da La Degustation Bohême Bourgeoise. Ambos os restaurantes ficam na capital, assim como outros cinco reconhecidos como Bib Gourmand. Todos eles representam uma experiência que transcende a comida, tanto pela estética dos espaços como pelos sabores e aparência dos pratos.

Não podemos esquecer de mencionar a cerveja e o vinho, duas bebidas que valem a pena conhecer e degustar com calma em um de seus locais de origem. Não perca uma rota pelas cervejarias de Pilsen ou um passeio pelos vinhedos da Morávia do Sul. A evolução da cerveja ao longo dos tempos também é notável, pois nas últimas décadas as microcervejarias e cervejas artesanais proliferaram e a oferta de sabores se expandiu. É aconselhável visitar as cervejarias históricas, mas também as novas instalações.

Cidades tchecas aonde as moldavitas moram há mais de 14 milhões de anos

Nem ET, nem cristal, nem pedra. A moldavita é... moldavita, viajante sideral que veio a bordo de um meteorito para ‘fixar residência’ em estreita faixa que fica entre as cidades de České Budějovice, Český Krumlov e Třeboň. Nessa faixa estão 99% das moldavitas de todo o planeta.

Castelos e Palácios Cultura Natureza
Tradições tchecas: do anil à cerveja

Garantir que as tradições não caiam no esquecimento é tarefa de todos e em todas as áreas. Valorizar o passado e as raízes em que se baseiam a cultura, a gastronomia ou a arquitetura não exclui o caminhar para o futuro, oferecendo um olhar renovado e adaptado aos nossos tempos. Falamos sobre o passado e o presente da gastronomia e da impressão em anil neste artigo.

Cultura Patrimônios Sabores
Arquitetura do vinho, o jeito tcheco de vinícolas receberem visitantes

Além das caves tradicionais, na República Tcheca cada vez mais os fabricantes constroem edifícios e grandes complexos vitivinícolas modernos, a partir de projetos de conceituados arquitetos. Tanto pelo vinho como pela ‘arquitetura do vinho’,  agende a Morávia do Sul para a sua próxima viagem a Tchéquia.

Cultura Natureza Sabores
Pacotes