Uma cidade para cada Parque Nacional

Com área territorial de apenas 79 mil km2 (a área do Estado de São Paulo é de 284 mil km2), a República Tcheca possui várias reservas naturais, muitas delas protegidas e, em especial, quatro parques nacionais. Ai redor deles, é fácil encontrar cidadezinhas e vilas encantadoras, próximo a destinos turísticos, e com boa logística em acomodações, restaurantes e mais.

Por: Joaquín del Palacio

Publicado: Janeiro 29, 2020

(Texto)

Para muitos, um dos principais objetivos para viajar é buscar paz e relaxamento que transmita natureza e charme, em cidade atraente para visitar e apreciar boa culinária. A seguir, alguns dos (muitos) lugares de Tchéquia que atendem esses e outros requisitos.

Šumava e Sušice

A natureza selvagem e as imensas florestas originaram, a sudeste da República Tcheca, o Parque Nacional Šumava, que é Reserva da Biosfera. Algumas áreas do parque, como a floresta de Boubín, são tão bem preservadas que dão a impressão de nunca terem sido pisadas por humanos. Possui turfeiras, lagos de origem glacial, fauna e flora diversificadas. Por exemplo, Boubín é a maior reserva de lobos em Tchéquia.

Em Sumava há muitas atividades e rotas para desfrutar. Você poderá percorrer o entorno do Reservatório de Lipno (maior lago artificial de Tchéquia) e, no lado leste, chegar à nascente do rio Moldava. Outra rota percorre o Canal Náutico Schwarzenberk, construído no final do século 18 para o transporte de madeira, e hoje caminho turístico aquático.

A cidade de Sušice é encantadora, tranquila e ideal para turismo. O hotel Srní serve cozinha tradicional tcheca, churrasco e oferece bufê gratuito de alta qualidade para o jantar, após, por exemplo, formidável caminhada. Neste hotel, você tem à disposição piscina e quadras esportivas - de basquete, tênis e floorball (esporte praticado indoor, com bola oca).

A Suíça da Boêmia e Děčín

Localizado no nordeste da República Tcheca, o Parque Nacional da Suíça da Boêmia é inesquecível para todos os que o visitam. O desfiladeiro do rio Elba e seu afluente, o Kamenice; o Portão Pravčická; e a Cidade Rochosa de Tiské Stěny constituem algumas das melhores paisagens da natureza europeia. Essas maravilhas podem ser visitadas na cidade de Děčín, cuja localização é perfeita para caminhadas ou ciclismo; ou desde o Hotel Devítka, nas proximidades, que tem campo de golfe e é rodeado por lindos bosques.

Děčín é plenamente integrado à natureza. A partir dessa cidade, você poderá navegar pelo rio Elba, caminhar, ou passear em bicicleta elétrica e chegar aos desfiladeiros próximos. Em Děčín há esportes para todos os gostos, incluída a via ferrata (itinerário criado artificialmente com auxílio de apetrechos, para escalar rochas) urbana mais alta (90 metros) de Tchéquia, com 16 diferentes níveis de dificuldade.

As Montanhas Gigantes e Špindlerův Mlýn

O Parque Nacional das Montanhas Gigantes (Krkonoše) foi o primeiro em Tchéquia a ser declarado Parque Nacional, em 1963. Localizado no norte do país, tem 80% da sua superfície cobertos por florestas. Entre suas montanhas destaca-se o pico mais alto (1.602 metros) da República Tcheca - o Sněžka. Esse parque possui grande diversidade (240 espécies de animais e 1.300 espécies de plantas), devido ao seu bom estado de conservação.

Špindlerův Mlýn, belíssima localidade elevada ao status de sky resort, é o lugar ideal para hospedar-se – tem vários hotéis de qualidade, que permitem sentir de perto a natureza, como se falássemos com ela. Tem pistas de esqui e uma de bobsleigh realmente sensacional, com extensão de quase um quilômetro e meio, que desce a entremear bela paisagem, formada por montanhas e bosques.

Podyjí e Znojmo

O Parque Nacional Podyjí é como uma selva de zonas mais quentes. Tem grande diversidade porque seu clima é propício - por muitos anos vem permanecendo inalterado. Esse parque se mantém como reserva natural com quase nenhuma intervenção humana. É localizado na Morávia do Sul, e faz fronteira com reserva natural austríaca.

O território, que drena o rio Dyje, tem paisagens espetaculares e boas recomendações, como o fato de sediar Sobes, um dos melhores e mais antigos vinhedos da Europa.

Na região do Podyjí, em lugar estratégico está a histórica Znojmo, à entrada do parque e a meio caminho entre Brno e Viena, Áustria (a distância é de 127 km, com acesso por carro, trem e ônibus). É uma cidade medieval, situada na colina acima do rio Dyje, e tem muito a oferecer, incluídas belíssimas vistas panorâmicas. Um dos destaques da cidade é o castelo do século 11, em cujos interiores há belas obras de arte. O Hotel Kateřina fica bem próximo ao castelo, oferece luxo a preço acessível, e localização perfeita para conhecer e explorar os arredores.

Canais relacionados

Experiencia de viagem
Pilsen, dourada, refrescante e genial

Quando Pilsen é mencionada, o que primeiro vem à mente é uma espumosa cerveja gelada. Tem mais. Ao visitá-la, você encontrará próspera cidade industrial, com muito estilo e encantador centro histórico. E quando você entra na personalidade dela, descobre alguns formidáveis recantos.

 

Experiencia de viagem
Becherovka, a fonte mais saborosa de Karlovy Vary

A cidade de Karlovy Vary ficou famosa por suas fontes de água termal. Mas, mesmo sem o cheiro de ovo podre (as fontes não têm enxofre), o sabor da água é no mínimo discutível. Uma boa opção de bebida, e essa sem polêmica, é a Becherovka, o licor de ervas típico de Karlovy Vary e da Tchéquia por extensão.

Experiencia de viagem
Em Prachatice, ciclismo de luxo até para os acomodados

O Sul da Boêmia é um festival de lagos e regiões úmidas, que avançam por ricas florestas e vilas repletas de encanto. Nestas, as casas ostentam fachadas de autêntico estilo barroco popular. Não obstante suas belezas, esta porção da Tchéquia passa despercebida, por ter como vizinhos dois destinos internacionais dentre os mais famosos do país – as célebres cidades termais de Karlovy Vary e a mágica Český Krumlov. Contudo, o Sul da Boêmia é um dos lugares favoritos dos tchecos, para desfrutar das férias. Então, vamos saber o que eles sabem.

Experiencia de viagem