Aproveite a república tcheca com todos os 7 sentidos

O ser humano possui uma capacidade inata de se adaptar às circunstâncias mais adversas e 7 sentidos que lhe permitem não só sobreviver, mas também desfrutar dos prazeres da vida. Um desses prazeres é viajar, mas o que acontece quando você não pode fazer isso de imediato? A solução é usar estímulos alternativos que recriam experiências que você poderá vivenciar mais tarde em Tchéquia.

Por: Pepa Garcia

Publicado: Janeiro 21, 2021

Visão, olfato, tato, paladar e audição são os cinco sentidos que nos acompanham em nossa vida desde que nascemos. Quando falta um deles ou sua função não é desempenhada corretamente, outro se desenvolve de maneira extraordinária. O ser humano é tão complexo que, além desses 5 sentidos que a natureza nos deu, temos mais dois: o bom senso e o senso de humor . Ambos também vêm em nosso auxílio em situações adversas e nos ajudam a superá-las. Nas situações em que não podemos viajar, por exemplo, o bom senso nos impele a aceitar o fato, e o humor nos impele a relativizar essas circunstâncias e aproveitar esse parêntese como uma oportunidade para nos prepararmos melhor para nossas futuras viagens, sem perder o sorriso.

Por enquanto, é conveniente que você tire proveito de seus sentidos para curtir a República Tcheca à distância.

O sentido da visão

O sentido da visão é o primeiro em que pensamos quando o relacionamos com viagens, porque é o que nos permite admirar grandes panoramas ou pequenos recantos do mundo que por vezes passam despercebidos. Em Tchéquia existem dezenas de mirantes, monumentos e recantos especiais que proporcionam imagens inesquecíveis e que agora também podem ser vistos de casa graças aos passeios virtuais.

Se quiser passear por Praga , visitar o seu famoso castelo ou a Ponte Carlos, ou sair da capital para conhecer Pilsen, Brno, Olomouc ou České Budĕjovice , entre outros, basta mergulhar no artigo da Virtual Tours na República Tcheca , onde você terá todos os links para visitas culturais e naturais. Entre os últimos, não deixe de admirar o Parque Natural da Suíça Boêmia ou escalar Snĕžka , o pico mais alto Tchéquia.

Os aromas da República Tcheca

O sentido do olfato tem a poderosa capacidade de nos mover rapidamente no tempo e no espaço. Faça o teste: feche os olhos e tente imaginar o cheiro do lúpulo, aroma predominante na cidade de Žatec. Se você não é familiarizado com o aroma do lúpulo, há outro que pode ser familiar a você - lavanda, fragrância que predomina em Olomouc e lembra sabonetes da infância, além de ser muito relaxante. Se o gengibre chega ao nariz, é sinal de que você deve mirar em  Pardubice . Se, neste momento, o que mais lhe apetece é respirar o cheiro característico das coníferas, o que sugere espaço exterior, experimente deslocar-se por visitas virtuais ao Parque Nacional de Šumava , ou ao Parque Nacional Krkonoše.

Suave como seda ou frio como mármore

O sentido do tato revela a natureza nobre dos lugares que visitamos, e em um país como a República Tcheca, com mais de 200 castelos e palácios abertos ao público, esses elementos são inconfundíveis. A seda e o veludo sugerem elegância, enquanto a frieza do mármore está ligada à exclusividade e as formas angulares dos móveis que contaram com habilidades de marceneiros e outros artesãos de todo o mundo.

Se você ainda não visitou Tchéquia, alguns dos palácios com os interiores mais surpreendentes que deve manter na sua agenda são: Castelo e Palácio de Český Krumlov , cujos afrescos exteriores já antecipam o luxo dos seus interiores; o Palácio Lednice, com  incrível halo romântico; Palácio Kynžvart , com sua bela biblioteca; os tons pastéis do Palácio Manĕtín ; e a fantasia arquitetônica do Castelo Žleby. Mais: admire a beleza dos palácios de Častolovice, Nové Mĕsto nad Metují e Horšovský týn.

Em relação ao sentido do tato, fato curioso é que foi um fisiologista e cientista tcheco, Jan Evangelista Purkyně, quem, no século 19,  descobriu que as impressões digitais são únicas e irrepetíveis. Essa descoberta foi grande avanço na criminologia e na ciência forense.

Desfrute do chocolate tcheco, entre os melhores do mundo

Conhecer a gastronomia local é um dos grandes incentivos em viagens e uma forma de conhecer um pouco mais sobre a cultura de um país. Abrir o paladar a novos sabores nos enriquece e permite apreciar produtos ou temperos para além da nossa tradição culinária.

O sentido do paladar também nos transporta efetivamente para outros destinos ou para outras épocas de nossa vida. Mesmo depois de muito tempo desde que você viajou para aquele lugar que tanto gostou é fácil reviver as sensações. Isso vai acontecer com você, com certeza, se já provou o Ajala, chocolate produzido em Brno e Litomyšl, que na edição 2016 do International Chocolate Award conquistou medalha de prata, o que equivale ser considerado segundo melhor chocolate do mundo. A República Tcheca, com um chocolate muito famoso até a Segunda Guerra Mundial, está hoje recuperando a tradição do chocolate. (n.t.: dentre os inúmeros chocolates tchecos premiados em diferentes concursos internacionais está o Míšina, fabricado em Praga, que recebeu  do International Chocolate Award 2018 a medalha de ouro como o melhor chocolate ao leite da Europa).

Há outros sabores de iguarias tchecas igualmente inesquecíveis, como os queijinhos de Olomouc , o presunto de Praga ou frgály da Morávia - deliciosas tortinhas com frutas, requeijão e sementes de papoula moídas.

Você pode não ter esses produtos para acesso imediato, assim que não poderá sentir os odores para transportar-se à viagem pelo olfato. Então, que tal abrir uma cerveja gelada e imaginar que está a andar pelas ruas de Pilsen, embalado por visita online à  fábrica da Pilsner Urquell. E se você gosta mais de vinhos, sem problema - os da Morávia do Sul são ótimos. Aproveite para ler algo sobre eles antes de embarcar numa rota de enoturismo por esta região, por agora, virtual.

Se você é daqueles que nunca dizem não a um segundo torrão de açúcar no café, ficará surpreso ao saber que essa pequena porção adoçante foi “invenção” tcheca exercitada desde 1841 em Dačice, cidade no sul da Boêmia. À época, o açúcar era vendido em grandes blocos. A cada cafezinho saboreado, não eram poucos os cortes na pele produzidos pelo exercício do corte. O malefício dos cortes cessou quando alguém teve a ideia de ofertar o produto já dividido em pequenas porções.

Coloque um pouco de música na sua vida

Ao embalo de músicas clássicas ou as últimas novidades do pop rock, a vida é sempre mais agradável com música de fundo. Escolha a sua banda sonora e desfrute do conjunto de 6 poemas sinfônicos ' Meu país', do músico e compositor Bedřich Smetana. Imagine que você está na impressionante sala Dvorák do Rudolfinum e sinta cada nota musical vibrar em seu corpo. Embora se o que você precisa agora é relaxar um pouco, experimente Benny Cristo(representante da Eurovisão 2020), Mñága para Ždorp e ainda SebastianZvíře jménem Podzim e Tomáš Klus. Vídeos são disponíveis no YouTube; para ouvir,  no Spotify. Aumente o volume e divirta-se!

Por agora, viaje para Tchéquia com todos os seus sentidos prepare-se para, em breve, vivenciar o país presencialmente.

Daniel Tylinger compartilha segredos de Praga

O diretor geral do Hotel Boutique Jalta, em Praga, revela segredos da cidade que o fizeram crescer na carreira e se dedicar ao turismo.

Dica de local
Adam Gajdoš: Pilsen necessitava um pouco de cafeína

A mais famosa cidade da cerveja tem também excelente café. É servido em uma pequena cafeteria comandada por Zdeněk e Adam Gajdoš – pai e filho. O Pappa Coffe tem ares hipsters, e é localizado junto à entrada do Museu da Cerveja. Enquanto saboreamos um expresso tonic, Adam nos revela  quais são os lugares imperdíveis em Pilsen, na opinião de um morador.

Dica de local Café literário
Por que a República é Tcheca (e não Checa)

Acontece frequentemente. O sujeito escreve um texto e coloca em letras garrafais República Checa. Até em grandes veículos de comunicação. Sinto dizer, estão errados. A República é Tcheca, com T maiúsculo.

Dica de local