Mikulov, mais do que cidade, é grande lenda no Sul da Morávia

A duas horas e meia de Praga, a cinquenta quilômetros de Brno e quase na fronteira com a Áustria, Mikulov é uma das cidades com mais personalidade na República Tcheca. Tradição cultural, arquitetura renascentista, paisagens medievais, história, magia e muito vinho fazem parte do seu charme encantador. A seguir, sete visitas essenciais a Mikulov.

Por: Colaborador Convidado

Publicado: Dezembro 20, 2021

Localizada a cinquenta quilômetros de Brno e quase na fronteira com a Áustria, Mikulov é uma das cidades da República Tcheca com maior personalidade. Devido à sua localização estratégica, teve seu momento como palco de convivência entre tchecos, alemães, protestantes e judeus. Apesar do seu pequeno tamanho, Mikulov - planície ao pé de três colinas -, a exemplo da cabeça de Medusa, apresenta inúmeros recantos que nos ligam a outros tempos, ricas tradições culturais e ambientes de contos de fadas que sempre desejamos.  Em resumo, essa pérola do Sul da Morávia nos oferece muitos lugares interessantes para visitar e algumas atividades que comentamos neste artigo.

Passeios e visitas imperdíveis em Mikulov

1. Centro histórico de Mikulov

Construções notáveis, tais ​​como a fonte com a estátua da deusa romana Pomona, a monumental Coluna da Peste do início do século 18, o diálogo entre belas igrejas a poucos metros de distância e o toque especial de suas casas renascentistas tornam o centro medieval de Mikulov o lugar perfeito para entrar rapidamente na atmosfera da lenda. Nesse sentido, um dos locais que mais chama atenção é a Casa dos Cavaleiros (Dům u Rytířů), cuja decoração esgrafitada lembra a famosa Casa do Minuto (Dům u Minuty), no coração de Praga.

2. Rua Husova

Subidas, descidas, recantos tanto mágicos como pitorescos e bifurcações que, longe de nos deixar mareados, parecem revelar as muitas faces de mesma cidade, como aqueles livros que podem ser relidos inúmeras vezes porque revelam sempre algo diferente. Além de artéria principal de Mikulov (na verdade, era anteriormente chamada de rua Central), Husova é a via essencial que conecta as noventa casas que sobreviveram do antigo bairro judeu, apesar das inúmeras demolições. Algumas dessas joias arquitetônicas datam do século 16 e, portanto, foram declaradas monumento cultural. No local aonde o famoso Rabino Löw viveu e trabalhou em Mikulov, entre 1553 a 1573, hoje existe um hotel e uma cervejaria com o nome de seu lendário Golem.

3. Sinagoga Superior

Naquela época, Mikulov era uma cidade com forte identidade judaica a ponto de ter doze sinagogas, mas hoje apenas uma única subsiste, logo abaixo do castelo. Na verdade, é a única sinagoga do “tipo polonês” sobrevivente em toda a região da Morávia. Construída originalmente no século 16, foi objeto de várias reconstruções - a mais importante é a que lhe deu o atual perfil barroco, após incêndio ocorrido em 1719. Seguiram-se algumas pequenas modificações, principalmente na área das janelas e a última, de grande porte, ocorreu após a queda do regime comunista. Além da beleza de seus interiores, a Sinagoga Superior abriga diferentes exposições de pinturas e exposição permanente sobre a vida e obra do Rabino Löw, o qual, embora hoje seja famoso em todo o mundo pela lenda do Golem de Praga, teve brilhante carreira como educador.

4. Via Sacra ao Monte Santo

Para este lugar mítico, um dos mais antigos centros de peregrinação do país, bem cabe a frase que diz “não só a chegada importa, mas também o caminho”. Embora seja verdade que as melhores imagens de Mikulov (aquelas que aparecem em ímãs e outras lembranças) se obtêm do alto do Monte Santo, aonde se pode visitar o campanário, a Capela de San Sebastián e a Capela do Santo Sepulcro, certo é que a subida por essa elevação, de cerca de 360 ​​metros, é atividade mais do que agradável - além de estarmos em contato com área de reserva natural repleta de raras espécies vegetais, durante o passeio podemos apreciar sugestivas esculturas religiosas.

5. Cemitério Judaico

Ocasionalmente, o acúmulo de lápides nesse cemitério pode lembrar um pouco o antigo cemitério judaico de Praga, mas assim que começamos a explorá-lo percebemos que possui  característica própria - impressionante área de dezenove mil metros quadrados faz dele o maior cemitério judaico do país. Longe de ser coincidência, suas dimensões mostram a relevância da comunidade judaica em Mikulov, a mais importante em termos político, econômico e espiritual de toda a região da Morávia, ao menos desde meados do século 16 até os ataques e perseguições ocorridos a partir da segunda metade do século 19. Com quatro mil sepulturas e terreno com vários desníveis, esse cemitério recebeu os primeiros sepultamentos em meados do século 15. A mais antiga lápide ainda visível data do ano de 1605.

6. Palácio de Mikulov

Claro, você não pode ir a Mikulov sem visitar seu emblema que é, sem dúvida, o castelo. Localizado no alto de uma falésia, pode ser avistado de praticamente qualquer ponto da cidade e oferece, como se fosse uma cidade dentro da cidade, múltiplos atrativos - pátios internos, imponente biblioteca com mais de dez mil volumes, o Tribunal de Honra, a adega com barril gigante que remonta ao ano de 1643. Embora fora de uso,  esse barril merece citação – sua capacidade de armazenamento é de cem mil litros de cerveja. Igualmente envolventes, os arredores exibem jardim barroco e pequeno mas encantador roseiral.

7. Uma vinícola para degustar vinhos da Morávia

Em algum momento, os visitantes em Mikulov encontrarão propagandas e placas que estimulam interromper a jornada e mergulhar nas delícias de Baco, oferecidas pelas vinícolas locais, as melhores do país quando se trata de recintos medievais. Talvez seja porque alguns dos vinhos são muito antigos, mas a verdade é que, de acordo com o paladar do usuário e a época do ano, as variedades de vinhos brancos, tintos ou mesmo o burčák (parcialmente fermentado), enquanto são degustados  proporcionam experiência que, além do prazer estético, leva a verdadeira viagem no tempo.

 

Você pode gostar

Funcionalismo, Bat’a e singularidades de Zlín, cidade morava na República Tcheca

De castelo a celeiro, escolha seu charmoso hotel na República Tcheca

Guia básico - o que ver em Brno

*A seguir, não perca a galeria de fotos de Mikulov

 

 

Bibliotecas da República Tcheca, tesouros escondidos em mosteiros e palácios

As bibliotecas mais bonitas da República Tcheca estão localizadas em locais privilegiados e em salas repletas de história, onde a cultura passeia entre páginas e prateleiras. Durante a sua próxima viagem à República Tcheca, aceite nosso convite para conhecer as cinco mais espetaculares dessas bibliotecas, abrigadas em palácios e mosteiros.

Arquitetura Arte Cultura Patrimônios
Os lindos segredos da Passagem Lucerna, em Praga

Em Praga, a Cidade Nova é repleta de passagens que conectam edifícios e levam de uma rua a outra, em percurso repleto de lojinhas, cafés, ofertas culturais. O conjunto da Galeria Lucerna é considerado um dos mais interessantes. Descubra por quê.

Arquitetura Cultura Cultura Experiencia de viagem Sonhe
Sky bridge 721, a ponte suspensa mais longa do mundo

Desde o dia 13 de maio (2022), quando foi inaugurada, a Sky Bridge 721, ponte suspensa a 95 metros do solo, enriquece as atrações da vila Dolní Morava, localizada na Baixa Morávia, República Tcheca. Com 721 metros de comprimento, é a ponte suspensa mais longa do mundo, é localizada no sopé da montanha Králický e oferece inesquecível experiência de viagem.

Arquitetura Aventura Esportes Experiencia de viagem Natureza
Pacotes